Fecha: 28 de dic. 2004
Sección: Objetos celtibéricos
Información publicada por: bracarense
Mostrado 5.212 veces.


Pedra Formosa

Conhecido desde longa data pela designação de «Pedra Formosa». Mede 2,90 de largo, por 2,28 de altura e 0,24 de espessura. Pertencia a uma edificação de carácter funerário, do séc. I-II de J. C., que existiu na Citânia de Briteiros, e cujos restos ainda se conservavam no começo do século XVIII. Em 1718 foi removida para o adro da Igreja de Santo Estêvão de Briteiros; em 1876 mandada reconduzir por Martins Sarmento novamente para a Citânia, e em 1897 deu entrada no Museu de Guimarães. Por muito tempo vários arqueólogos, entre os quais Martins Sarmento, perfilharam a hipótese de que esta grande pedra ornamentada fosse uma ara de sacrifícios, ou sacra mensa; mas, em 1930, a descoberta na Citânia de outro monumento, que ali pode hoje analisar-se, congénere daquele a que a «Pedra formosa» pertenceu, e aproximadamente de idênticas dimensões, veio esclarecer definitivamente o problema e demonstrar que se tratava do frontispício de um mausoléu, do mesmo carácter das estelas de origem céltica designadas «em forma de casa». Este monumento tem actualmente uma extensa bibliografia.

© www.csarmento.uminho.pt

Artículos relacionados

    No hay artículos relacionados.


Poblamientos relacionados


Imágenes relacionadas (Beta)

Volver arriba